sábado, 6 de dezembro de 2008

Comitê da Copa do Mundo de 2014 no Brasil define cronograma para obras do estádio em Florianópolis

Uma nova reunião do Comitê Executivo de candidatura do Estado de Santa Catarina à Copa do Mundo de 2014 realizada nesta segunda, dia 22, definiu as primeiras ações para trazer o Mundial para a cidade de Florianópolis. Além de traçar estratégias de comunicação e mobilização da sociedade, o Comitê Executivo também apresentou um cronograma para as obras do novo estádio, que será construído onde atualmente se encontra o estádio Orlando Scarpelli — futuro Estádio Florianópolis. Porém, para colocar o projeto em prática, a capital catarinense precisará ser escolhida como uma das sedes para o Mundial. A definição das 10 ou 12 cidades que receberão os jogos ocorrerá em março de 2009.
Caso Florianópolis seja escolhida, as obras do novo estádio terão início no dia 30 de janeiro de 2010, com prazo de entrega para 31 de dezembro de 2012, segundo o coordenador da Câmara de Infra-Estrutura Esportiva, Carlos Gonzaga Aragão. Porém, para receber a Copa de 2014, a Capital também precisa de outras melhorias como a conclusão da avenida Beira-Mar Continental, a ampliação do aeroporto Hercílio Luz e melhoria da estrutura energética.
— Estamos dentro do cronograma previsto pela FIFA e temos a vantagem de contar com investimentos privados para esta obra (o estádio), que é estratégica para o sucesso da candidatura — disse Aragão, informando ainda há várias dificuldades no processo para as cidades que dependem do financiamento público para as obras.
Prioridade é a comunicação
O Comitê Executivo regional definiu também nesta segunda-feira que a comunicação é prioridade nas ações do grupo. Isso porque um dos pontos que serão analisados para que a cidade possa ou não receber os jogos é o turismo, além da mobilização da população manifestando a vontade de ter a competição em solo catarinense.
— Todos só têm a ganhar com isto. Além da promoção e da divulgação, os milhares de visitantes irão circular e movimentar o Estado — disse o Secretário da Organização e do Lazer, Gilmar Knaesel.
De acordo com o comitê, estruturando o turismo e investindo em hotéis e aeroportos de todo o Estado, a probabilidade de ter a Capital como sede é maior, já que delegações e visitantes costumam se hospedar em um raio de 100km do local que recebe os jogos.
Após a reunião desta segunda-feira, foi preparado um relatório que será apresentado no próximo dia 29 à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Seminário para a Copa de 2014, no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...